Camisa do Verdy Kawasaki

Ainda falando da camisa do Shimizu, concordo com alguns comentários que observam que ninguém ia achar graça se de uma hora pra outra o seu time de bairro aparecesse com um mapa-mundi estampado em sua camisa.

O que “perdoa” as camisas da J-League é que elas já vieram “de fábrica” com esse conceito maluco – assim, causa um certo vazio olhar as camisas atuais e não achar os elementos tão característicos das primeiras camisas: o mapa-mundi do Shimizu, os diamantes do Urawa, as formas geométricas do JEF United e por aí vai.

De qualquer modo, no meio das maluquices, saiu camisa boa: arrisco dizer que a camisa de 1992 doVerdy Kawasaki, ex-Yomiuri, atual Verdy Tokio, é uma das mais belas camisas já feitas para a prática do futebol.

Enfim, pra quem ainda estiver na coceira de esticar uma das camisas atuais, achei uma loja que vende material de todos os times, incluindo da J-2. Tirando a (minha) velha choradeira da padronização dos desenhos, até que ela é bonitinha. O que estraga é o patrocinador…

Camisa do Shimizu

Fui dar uma olhada nas camisas da J-League, em especial na camisa do Shimizu S-Pulse, que é o meu favorito. O Shimizu sempre teve camisas vistosas, ainda mais pelas suas cores (na foto, a da 1999)

Qual não foi a minha decepção ao descobrir que eles também se renderam aos templates, e estão vestindo essa camisa sem sal:

Camisa reserva do Cerro Porteño

Fui fazer o trottoir clássico nos jornais sul-americanos, e achei uma foto da camisa do Cerro Porteño no ABC Color. É uma camisa simples, azul e vermelha, nada demais: a Kappa não comprometeu.

Acessei o site do Cerro, fui na loja virtual (sim, times paraguaios tem lojas virtuais) e achei a camisa 2, que não se encontra por aqui. Acho que é o único time patrocinado pela Kappa que adotou a tendência da listra vertical à direita. Esse verde não é uma cor fácil de ser conciliada com qualquer outra, mas achei que ornou bem com o azul e o vermelho. E vocês se perguntam: quanto vale a jóia? US$ 32 – isso mesmo, menos de 60 reais.

Patrocínios “legais”

Quase todo mundo – incluo-me neste bolo – preferiria que as camisas de seus times não tivesse publicidade. Mas tem algumas marcas que, quando estampadas em uma camisa, contextualizam o time no mundo e dão um certo tchan à ela: seja pela marca em si, seja pelo contexto histórico, regional, político, ou pela simples mensagem que ela passa, mesmo que acidental. Enfim, o tema é polêmico, mas achei que devia voltar á baila ao ver essa camisa do Catania. Achei esse “Energia Siciliana” na camisa deixou-a muito mais legal. E vocês?

Stack overflow

Não lembro de ter visto tantos patrocinadores caprichosamente empilhados em uma camisa, um exatamente em cima do outro, um concorrendo com o outro… Essa é a camisa do Luis Angel Firpo, de El Salvador – por sinal, igualzinha a que o Getafe usou na temporada passada. (pra você se pergunta: quem diabos foi o persnagem que dá nome ao time? Foi um boxeador argentino). Os designers da Joma vão ter um troço se ver esse mostrinho… apesar de que, vindo de quem vem, essa poluição de patrocínios é coerente com os desenhos que a Joma tem feito ultimamente.


Como ficou.


Como era.

Achado da Feira do Bixiga

Fui jantar na casa da minha mãe, e o meu irmão – conhecido no meio antigomobilista como King Kombi pela sua predileção por elas (chegou a ter 10), e notório amante de tranqueiras antigas diversas – me chamou de lado, dizendo “velhão, vem ver a minha última aquisição”.

O que será dessa vez? – pensei. Um compressor Michelin da década de 20? Um volante Momo? Uma geladeira Frigidaire? Um manual do proprietário do Peugeot 404? Pois bem, vejam o que ele conseguiu na Feira do Bixiga:

Aos interessados: esse ele não vende nem faz rolo (a não ser que seja por uma Kombi)

Meião do Defensor Sporting

Abro uma honrosa exceção para não falar da camisa de um time, mas sim de seus meiões. Já vi meião cinza, meião laranja, meião amarelo, meião listrado, mas um meião igual ao que o Defensor Sporting está usando…bateu o limite do mau gosto. Na boa, onde a Kappa estava com a cabeça quando criou esse monstrinho? Saiu no Ultimas Noticias.

(aliás, uma coisa bem legal no site do Defensor: uma área para fantasy uniforms, onde os leitores podem mandar proposta de suas camisetas para o time)

Feita para não comprometer

O Todo Sobre Camisetas anuncia a camisa “alternativa” do Racing Club, feita pela Penalty.

Não há nenhum arroubo de criatividade na camisa, nem o padrão xadrez que já vinha sendo utilizado há algum tempo. Esse branco nos ombros não agrega muita coisa, mas é melhor que as antenas de barata – acho que as porradas no design da Penalty fizeram efeito… 🙂

Enfim: uma camisa correta, com uma diagração bem executada (não fosse a estrelinha, o “Penalty” ia ficar perfeitamente ajustado com o escudo). Não acho que se tornará uma camisa histórica, mas é uma camisa pra se usar numa boa.