Joma saiu do Brasil!

Facebooktwitterpinterestmail

Essa é uma notícia pra deixar triste qualquer um que gosta de camisas (saiu na Máquina do Esporte, dica do De Paiva):

A diretoria do Santa Cruz anunciou, no início deste ano, que a Joma estaria muito próxima de ser a nova fornecedora de material esportivo da equipe. Entretanto, uma mudança no planejamento estratégico da empresa, que deixará de operar no Brasil, cancelou o acordo.

Desde a terceira rodada do Campeonato Pernambucano desta temporada, o Santa Cruz tem usado uniformes confeccionados por uma empresa local. As camisas sem logomarca foram um paliativo encontrado pela diretoria coral para o período de indefinição na negociação com a Joma.

Nesta semana, porém, a empresa comunicou ao clube que não terá como cumprir o que foi acertado. “Devido à crise internacional e ao falecimento de um dos sócios na Espanha, eles estão deixando o Brasil. Então, nós vamos fechar com outro fornecedor”, avisou Antonio Carlos Junior, diretor de comunicação do clube, ao site oficial do Santa Cruz.

Para acertar com a Joma, o Santa Cruz rescindiu de forma amigável o contrato que tinha com a Champs. Agora, cogita-se a volta da antiga parceira para esta temporada. A diretoria conversa com algumas empresas neste momento, e ao menos uma possui negociação adiantada.

A página em espanhol da Wikipedia mostra uma cacetada de times patrocinados pela marca – em sua maioria times médios e pequenos de países tradicionais, e times grandes de países pouco tradicionais. O site da Joma não fala nada sobre a notícia.

Creio que o primeiro time da Joma no Brasil foi o Paraná Clube, em 2005. Desde então, acho que ela acertou a mão em todos os times por onde passou (puxando de memória: Caxias, Ceará, Santa Cruz, Guaratinguetá…) criando novos padrões do que um torcedor pode esperar de uma camisa bonita. Que volte logo…

Facebooktwitterpinterestmail
PSST! Quer ganhar 10%OFF nas compras acima de R$300 na FutFanatics (exceto lançamentos)? Clique aqui, use o cupom FNT10FC e aproveite!

36 comentários sobre “Joma saiu do Brasil!”

  1. uma pena isso, mas isso tbm ja aconteceu com outras marcas antigamente (como o hiato da adidas no futebol brasileiro…)

    depois da crise, acho q volta. eu to esperando eh a Li-Ning e uma outra arabe q eu descobri virem logo pr a cá..
    =)

  2. A Joma era legal, fazia uniformes bonitos e simpaticos (lembro de um q eu gostei mto, da Costa Rica na copa de 2006 acho, com as “manchas de tinta”)

    Ela só exagerava um poco no Sevilla (q devia ser o grande time dela), mas nada q fosse absurdo.

    Deixará saudades.

  3. Li-ning po se essa vier pra ca hein!!!! vi poucos coisas da marca como a camisa de basquete da sel. espanhola, que é show, não sei se o shaq o’neal é uma fos garotos propagandas da marca

  4. a joma esta saindo, mas parece q a marca Championship q patrocina o Wigan, a seleção de Gales, e seleções de basquete: como Grecia, brasil, Italia… esta vindo para colocar a marca no mercado brasileiro, especialmente no futebol

  5. To morrendo de ansiedade pelo nosso campeonato de mock ups! Adianta umas coisas pra nóis aí, tio Marx! Vai ser em etapas? Vão ser simultâneas? Quanto tempo pra cada uma? Vai ter prêmio (hehehe)? Quando saem as regras?

  6. Olha, nao sei se procede, o Caxias ta jogando com o Esportivo de Bento agora mesmo, e com uniforme Joma (alias, lindo)

    È bom esperar, ate pq o contrato é recente (o Caxias tinha a Catera)

  7. Tal qual a Joma deixou de patrocinar clubes brasileiros, outras marcas também saíram do Brasil como a Le Coq Sportif que fabricou a camisa do Paraná Clube, a Kelme no Juventude, a Reusch no interior paulista, a Mizuno na Portuguesa…e por aí vai.

  8. Vira e mexe, algumas empresas dão uma afastada do mercado brasileiro. Como a Lotto (entre 2005 e 2008), a Le Coq Sportif e tantas outras.

    Pessoalmente, acho uma pena que o Ceará e o Caxias, por exemplo, percam camisas tão bonitas como as que estão usando. Acho que são grandes times, que merecem grandes fornecedores.

  9. Sai Diadora, Joma… e entra CHAMPS!!! E pensar que a Champs entrou no mercado em 2006 confeccionando os uniformes do Bragantino e Portuguesa Santista com belos uniformes! Simples, boa qualidade, sem nenhuma invenção. Em 2007 começou a inventar, mas mesmo assim continuaram bonitos (as camisas da Portuguesa e do Ipatinga eram ótimos, até comprei!) Em 2008 vieram com aquele modelo com detalhes no ombros, como o suspensório do vovô. Mesmo assim fizeram camisas bonitas (Brasiliense) e ridículas (a listrada do Bragantino), mas pecaram com uma baixa qualidade do tecido e acabamento e mudança quase que mensal nos uniformes (detalhes que sumiam, tonalidade na cor dos patrocínios que mudavam de jogo a jogo). Agora em 2009 a coisa avacalhou de vez… Camisa horríveis, falta de respeito as tradições do clube, escudo no umbigo, mudanças a todo tempo nos uniformes (como a Ponte Preta). Isso porque o ano não acabou! Imagina o que veremos daqui pra frente?

  10. O que me pergunto eh como a champs pensa em obter retorno do seu investimento. Nem tanto pela (má) qualidade. Eh que eles nao tem outros produtos senao as camisas dos times que patrocina. Estranho.

  11. É realmente uma pena…

    O Santa é um grande lube e merece coisa melhor. Não creio que assine com a Champs, já que a empresa patrocina o Náutico e como é de praxe, uma mesma empresa não constuma patrocinar dois rivais…

    David,

    Sou Atleticano (novidade!!!), mas moro aqui em Recife há 7 anos e sei que, apesar de estar na série D, o Santa Cruz vende muito mais camisa e mídia que mídia que muito time da série A…

    O Sérgio Travassos deve ter mais informações (se puder falar, é claro!!!)

    OT: Felipe, cadê as fotos do ENCAPE…

  12. Hum…

    Bem lembrado, Shin…

    Nem o “Código de Honra” com os clubes ela (Champs) tem. A rivalidade dos times muitas vezes se reflete nos seus fornecedores. Vide Palmeiras e Corinthians e Fluminense e Flamengo (Nike x Adidas), dentre outras pelo mundo…

  13. Santa Cruz deve assinar com a Penalty.

    Espero que o Ceará e o Guaratinguetá façam o mesmo.

    Quanto ao Caxias, acho que um retorno da Lotto não era má idéia. (o Juventude já usa Penalty)

  14. As camisas do Santa da Champs ficaram bem bacanas. Não mudou muita coisa em relação aos modelos anteriores da Finta, até o padrão de número era parecido.

    Vamos ver como vai ser com a Joma, a Penalty ou de novo com a Champs…

  15. Outra marca que tem saído de fininho é a Wilson.
    Ontem vendo o jogo do Federer e do Nadal, a raquete do Federer é da Wilson e lembrei que ela chegou cheio de pompa para “ganhar” o mercado brasileiro de futebol, mas no final das contas não deve ter dado muito certo …

  16. Felipe, apenas uma correçãozinha: a Joma começou a fornecer para o Paraná Clube em 2006, graças a uma interferência direta do pentacampeão Ricardinho (revelado pelo Paraná Clube e declaradamente paranista), q era patrocinado pela marca… Produziram 5 modelos de camisa para o Paraná Clube: a 1ª camisa home q eles lançaram usava um padrão deles da época q lembrava a logo do Windows, mas a rejeição foi tão grande por quebrar a tradição da camisa meio a meio (é algo como, sei lá, tirar a faixa diagonal da camisa do Vasco; “mas ninguém seria tão louco, né?”) q eles foram obrigados a trocá-la por uma bela camisa meio a meio (bastante simples e classuda, em branco apenas a gola); a camisa away de 2006 era branca, muito classuda e simples também, assim como a camisa 3, listrada (trocando as cores, ficaria perfeita pra Grêmio, São Paulo ou Fluminense); mas o “destaque” da passagem da Joma pelo Paraná Clube foi a camisa away feita pra Libertadores/07, q era um “clone” da camisa usada pela Costa Rica na Copa do Mundo (akela c/ 2 “manchas de tinta” na horizontal na altura do peito), foi um sucesso de vendas (TODAS as camisas fabricadas foram vendidas), mas só foi utilizada em uma partida, contra o Unión Maracaibo na Venezuela; infelizmente, 1 mês depois, o Paraná Clube rescindiu o contrato c/ a Joma por motivos bem “estranhos”, mas isso é outra história…

    A camisa meio a meio de 2006 usa um material mto parecido com o q a Kappa vem usando, bastante elástico e aderente ao corpo… Q saudades das camisas da Joma, ainda mais qdo vejo o Paraná vestindo Penalty e suas “anteninhas de vinil”…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *