Camisa da Bélgica – avaliada pelo Ronei

Nosso habitué Ronei recebeu uma camisa da Bélgica e manda sua opinião, que bae um pouco com a que eu tinha quando vi a camisa nas fotos do lançamento: “Bom material, camisa arrumada, mas nao tem nem mesmo etiqueta. A Burrda é chinesa?? Pois parece…” (em tempo: a Burrda é suiça, mas tem “a focus on the Middle East and the Gulf Area, where it developed innovative materials for the hot temperatures”. Será que é verdade?)

Singela homenagem ao São José

O São José vence o Colo-Colo por 1×0, e venceu a Taça Libertadores Femenina (isso mesmo, é a grafia em espanhol) deste ano. A camisa é feita pela Kanxa, desenho simples, diagramação um pouco bagunçada, nada que salte aos olhos. (imaginei que fosse da Umbro quando comecei a procurar por material para o post). Fotos do jornal O Vale.

Camisas do Black Leopards, da Kappa

As camisas que a Kappa fez para o Black Leopards – saiu no Football Fashion – causaram mixed feelings: após o choque inicial, achei que esse template (com os “capões” nas mangas) nesta combinação de preto, branco e amarelo com mangas de cores diferentes entre si e em relação à cor do peito da camisa ficou tão doida, tão diferente, tão exótica, que…ficou boa, bem melhor do que se tivesse sido usado com cores “normais”, como no uniforme da Roma, por exemplo. Para completar o exotismo, a fonte Times New Roman para os números e os nomes do jogadores, bem maiores do que o de costume, “harmonizou” bem com o conjunto da obra. Enfim, não é uma camisa que eu usaria, ou que teria na minha coleção, ou que quereria para o meu time, mas ela tem uma estranha…coerência em seus elementos.

Camisa do Sankt Pauli – chegou!

O grande barato de colecionar camisas de futebol é que não há um único tema para uma coleção – há quem goste de camisas estrangeiras, ou de camisas usadas em jogo, ou de camisas do time do coração, de times pequenos, de times de várzea – e é isso que possibilita que haja trocas, exposições, encontros etc. Mas há algumas camisas que eu acho que figurariam em qualquer coleção. Uma delas é a do Sankt Pauli, tantas vezes já debatida por aqui, ora pela originalidade do time, ou mesmo pela cor pitoresca. Pois bem: esta lacuna na minha coleção acaba de ser preenchida…

Sim, a camisa tem cores polêmicas – minha mulher achou-a mais feia que a do Platense (toda marrom), devido à heresia de se combinar marrom e preto. Nevermind… 😉

Camisas do Brasil, França, Portugal, Croácia, Eslovênia, Sérvia, Turquia…para 2012

Como diria o Eleté, em uma tremenda filtración do Todo Sobre Camisetas foram descobertas essas camisas em uma loja chinesa. Minhas opiniões: Portugal, Turquia e Eslovênia ficaram ótimas; França ficou boa, mas achei desnecessário o dourado na camisa 1; na Holanda eu dispensaria os punhos pretos na camisa 1, ou os faria mais sutis (a camisa 2 tá muito boa); a camisa 1 da Croácia ainda não foi digerida – a ideia de brincar com o tamanho do padrão do xadrez foi boa, mas a transição entre eles podia ser mais uniforme (a camisa 2 está OK); Sérvia ficou OK, e Estados Unidos já foi debatida anteriormente (mas só nesse desenho dá pra reparar que a faixa diagonal persiste, o que bagunça um pouco o conjunto da obra). Quanto ao Brasil: concordo que a camisa completamente amarela ia ficar meio besta, mas não curti esse “punhão” – que, na camisa 2, gerou um novo Boca Juniors feelings, já que é a mesma solução usada na camisa deles (dessa vez, só faltou a faixa).

Singela homenagem ao Tupi

Parabéns ao Tupi, de Juiz de Fora, que aguentou a pressão de um Mundão do Arruda lotado e vence o Santa Cruz por 2×0, garantindo o título da Série D de 2011 – fotos do Superesportes. As camisas desenhadas pela GSport não comprometeram, e ainda tiveram a sorte de não terem tantos patrocinadores, além do indefectível BMG nas mangas (e de tamanhos não muito comprometedores, como era de se esperar em uma final de campeonato).

Aliás, quem tiver uma camisa do Tupi, me avise: para esta edição do Encontro de Colecionadores (já falei que será no dia 3 de dezembro, aqui no Museu do Futebol?) faremos um varal especial, só com as camisas dos campeões brasileiros deste ano!

Camisa dos Estados Unidos para 2012/14

Olha, se a camisa for essa – fotos do FSC – os EUA estão bem servidos. Aliás, eles bem que podiam manter este padrão para os próximos uniformes, aliás, bem que eles podiam manter algum padrão para os próximos uniformes, assunto debatido em 2007 em um artigo do Slate.com que infelizmente não está mais no ar mas que gerou debates no Bigsoccer.com.

Camisa do Flamengo que “acende”

A ação da Duracell idealizada pela 9ine foi genial – conforme notícia do Globoesporte.com, dica do Felipe Bohrer – acender a estrela da camisa dos jogadores em celebração ao aniversário de 30 anos do título mundial interclubes. Pena que o time aparentemente não correspondeu na partida de ontem, empatando com o Figueirense em 0x0 no Engenhão. (aliás, não achei nenhuma foto do “acendimento” em si, alguém viu?)