Singelas homenagens acumuladas

Parabéns simultâneos a Goiás (campeão da Série B, com um desenho diferente da Lotto que não me emocionou), Sampaio Correa, campeão da Série D (onde foi parar a camisa da DalPonte no jogo final?), Sanfreece Hiroshima (campeão da J-League, com uma piração interessante da Nike, tanto a atual como as de 2011, enviada pelo Julio César) e ao Colo-Colo, campeão da Libertadores Feminina (modelo simples e efetivo da Umbro, bem melhor que o pijama que os atletas do time masculino usam nesta temporada).

VIII Encontro de Colecionadores – daqui a 2 sábados!

Srs.: tudo confirmado para o VIII Encontro de Colecionadores de 1° de dezembro, mais uma vez organizado a quatro mãos pelo Museu do Futebol e por este site.

O tema desta edição deu trabalho pra ser escolhido (várias boas ideias foram dadas e guardadas para as próximas edições): aproveitaremos que este é o Ano de Portugal no Brasil e homenagearemos a terrinha nos varais temáticos. Assim, quem tiver, traga suas camisas portuguesas (tanto da Seleção quanto dos times)! Se a gente conseguisse montar um varal com todos os times da Liga Sagres, seria fantástico! (levarei Porto, Os Belensenses, Vitória de Guimarães e Famalicão)

(como nos outros encontros, donos de outras camisas também estão convidados a trazer as suas, a dinâmica de trocas de camisa continua a mesma, firme e forte – aliás recomendo aproveitar o encontro pra fazer a entrega de camisas negociadas pela internet, aí comprador e vendedor se conhecem e economizam o frete)

Aproveitando: preciso sim de uma força com uma idéia que foi levantada pelo próprio pessoal do último Encontro pra resolver o problema de haver vários temas interessantes sendo discutidos em vários lugares: é o de fazermos desconferências – basicamente todo mundo se juntar (em roda, por exemplo, no espaço onde costumam ficar as mesas de apoio, a escada que pega as camisas no varal) e falar sobre alguns temas pré-definidos (mas não que outros não possam ser tratados). Sugestões serão bem-vindas!

Confirmem sua presença e vejam quem vai na página do evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/375621492517593/.

CAIXA é a patrocinadora master do Corinthians até 2014

Para os secadores de plantão – eu incluído, admito – a notícia do UOL Esporte causou indigestão. Mas, tirante (sic) as circunstâncias do acordo (não gostaria de pensar que houve influência de alguma instância do Executivo para que ele saísse), ele é legal (conforme post do José Cruz) e extremamente interessante para ambas as partes e puxa o mercado de patrocínio para cima. Só a aplicação da logomarca podia ser outra: um logo monocromático ficaria simplesmente matador (pessoal da SUMAC, dêem uma força pros amantes das camisas aí!).

Singela homenagem (ainda que tardia) à seleção brasileira de futsal

Com uma vitória fantástica a 17 segundos do fim da prorrogação – valeu ter perdido a manhã de feriado emendado na piscina pra ver o jogo – o Brasil venceu a Espanha por 3 a 2 e sagrou-se heptacampeão mundial (contando os titulos da era FIFUSA, atual AMF). Eu não engoli a camisa desenhada pela Fila até ver a camisa com patrocínios no Camisas e Manias: com eles ela fica menos sem graça (me pergunto até se ela não foi concebida pensando neles, o que seria um tremendo avanço). Foto do site da FIFA.

Aliás, ô estrela a da Fila: o contrato de fornecimento para a seleção é de 3 meses, começando em outubro. E que zica a da Penalty: neste ano completam-se 30 anos do primeiro título mundial, no qual o Brasil aparentemente jogou de…Penalty.

Singela homenagem ao Fluminense

Com a vitória por 3×2 sobre o Palmeiras, em Presidente Prudente, o Flu consagrou-se tetracampeão brasileiro, ratificando uma campanha irrepreensível, apesar do campeonato ter sido meio chocho, talvez por causa da Libertadores – dois potenciais candidatos ao título brasileiro foram longe na competição e deixaram o Brasileirão de lado – e da pausa nas Olimpíadas.

Voltando ao uniforme, curioso ver que o do jogo do título – lindo, por sinal – foi lançado no ano passado e que, salvo engano, o time teve 5 camisas diferentes neste ano: a grená, a branca (que também ficou muito boa), a centenária (idem) e as duas listradas (a do ano passado, usada apenas na primeira rodada, contra o Corinthians, e a camisa 4, com listras mais largas, que aparentemente virou a camisa 1), fenômeno multiplicador que também ocorreu com o Palmeiras, seu adversário no jogo de hoje. Fotos do Flickr do Flu.

Uniformes da seleção japonesa de futsal

Dando uma olhada mais atenta nos uniformes do Mundial de Futsal, notei uma certa queda para o uso do rosa nos uniformes da seleção japonesa.

Se no uniforme de treino deu certo – o padrão listrado deu até uma quebrada nesse template meio sem graça usado por Palmeiras e Fluminense por aqui – o mesmo não se pode dizer dos uniformes de goleiro. OK, o rosa é uma cor polêmica (dia desses o Bordallo lembrou de problemas na Venezuela por causa disso), há quem goste e quem não goste (eu, por exemplo, gosto). Mas fazer um uniforme INTEIRO rosa é complicado… Fotos da página da seleção de futsal japonesa no Facebook (se alguém tiver uma foto que mostre melhor todo o esplendor (!) do uniforme que o glorioso goleiro Hisamitsu Kawahara usou hoje na derrota para a Ucrânia, agradeço…)

Camisa da Espanha para 2013 – fotos do evento de lançamento

Fotos do perfil da adidas no Facebook mostram melhor o uniforme da Espanha para 2013. Confirmaram minhas expectativas: os punhos azuis bagunçaram a harmonia do conjunto. Mas, fazendo a experiência de cobrir os punhos com os dedos na tela do computador, a camisa ficou extremamente harmônica mas aí o amarelo dominou demais o conjunto – seria necessário matar os punhos e as três listras do calção. Considerando que nem por um cacete a adidas faria isso, então admito que a camisa está no melhor dos cenários possíveis – OK, mas não de babar.

Athletic deixa a Umbro e fecha com Nike

Saiu no Todo Sobre Camisetas a notícia de mais um time que deixou a Umbro e fechou com a Nike. Não sejamos hipócritas: é comum no mercado que empresas comprem outras empresas apenas para “pegar a carteira (de clientes)”, depois desativando-a (trabalhei em uma que comprou praticamente TODOS os eus concorrentes nos últimos anos). O que é peculiar neste caso é que a empresa comprada não foi desativada após a “compra da carteira” e aí temos suas situações: se por um lado é uma bênção que o “padrão Umbro” seguirá existindo (espero eu), por outro será uma empresa esvaziada de seus principais clientes, donde se presume que terá menos visibilidade, menos bala pra investimentos e por aí vai – enfim, um fabricante de uniformes menor do que era antes. Tomara que a gestão da Iconix, dona de marcas como a Eckó e a OP (sim, a OP ainda existe) faça da Umbro uma empresa rentável, preservando sua identidade, e assim reconquistando os contratos que tinha antes da fagocitose da Nike.

[merchan] Post do 6º dia útil – edição 001

Aproveitando a velha máxima de que “camisas de futebol devem ser compradas assim que a grana aparece, senão ela vai embora com coisas supérfluas tipo aluguel, faculdade…“, tomo a liberdade de fazer um reclame de nosso patrocinador, a FutFanatics, mostrando algumas camisas com preço camarada. Usando o cupom de desconto do site (o código é “MINHASCAMISAS”, deve ser informado no fim da compra), tem camisa que sai por quase 50 reais.

Vamos a elas:

Essas 5 são um pouco mais carinhas, mas dá pra encarar:

O acervo, digo estoque completo você confere aqui.

Camisa da Espanha para a Copa das Confederações?

Aí fomos surpreendidos novamente: saiu no Lovell Soccer (alguém conhecia?), dica do Tito essa camisa da Espanha para a Copa das Confederações. Sinto-me confuso: a ideia da gola V falsa (ou será um chevron bem justo?) equilibrou os elementos (logo da adidas e scudetto à esquerda, brasão da Espanha à direita) e ornou bem com o formato triangular do logo da adidas, mas…qual o sentido dos punhos azuis????