No apagar das luzes de 2015

O namoro entre a canadense Dry World e o Fluminense já era conhecido e uma mudança potencialmente possível. Ontem o Facebook da marca dava boas vindas ao Tricolor das Laranjeiras.

Por fim, uma das mudanças mais improváveis do futebol. Bayer Leverkusen fecha com a Jako! Segundo o jornal alemão Bild, o clube alemão que vestia Adidas desde 1976 buscava um novo fornecedor desde julho. Conversas com Nike, Kappa, Puma, Under Armour e até New Balance aconteceram, mas quem levou foi a Jako.  Duas longevas parceiras da marca das três listras chegam ao fim quase na hora da virada. Realmente 2016 promete interessantes novidades.

Obrigado ao Rodrigo, Alex Bernardes e Rafael por compartilharem as dicas com a gente.

Nova camisa do Vålerenga de Oslo

Adidas é história. Anunciou o Vålerenga durante apresentação de seu novo conjunto Umbro.
A marca inglesa fechou uma parceria com o clube norueguês pelas próximas cinco temporadas.  O novo uniforme titular possui dois tons de azul com detalhes em vermelho. Além disso, o tecido parece ter uma textura interessante que também pode ser um tom sobre tom, já que as fotos são de estúdio e dão sempre aquela enganada. A coleção ainda tem uma camisa branca e outra marrom. RIP Adidas.

Camisas New Balance do O’Higgins para 2016

O O’Higgins do Chile apresentou dia 23 suas novas camisas para o Clausura 2015-2016 e Apertura 2016-2017. A titular ainda tem uma cara “pijamesca” sem maiores caprichos. Já a suplente usa o template do Sevilla que em azul ficou bem elegante. A New Balance ainda tem trabalho para fazer por aqui. Saudades da Diadora.

Camisa III Rinat do CRB-AL

Nesta noite Natal, a torcida do CRB ganhou um belo presente: a nova camisa III do clube feita pela Rinat. Esta é a segunda agremiação a apresentar uniformes da marca mexicana em pouco mais de uma semana. Com listras verticais e sem firulas, a peça tem tudo para agradar. O restante da coleção será apresentado dia nove de janeiro com direito a ex BBB e ex Panicat. Depois de Goiás e Alagoas, qual será a próxima parada da Rinat?

Camisa Macron do Zamalek

Ontem em seu Facebook oficial, a Macron anunciou sua parceria para fornecimento de uniformes ao Zamalek SC do Egito. A nova camisa do clube do Cairo tem o corte parecido com usado no Santiago Wanderers e o curioso é que esta ainda é uma peça tampão, oficialmente anunciada. O clube egípcio já vestia Adidas há pelo menos uma década.

Camisa do América de Cáli para 2016

Das tantas retrozadas que a adidas tem dado, essa que saiu no Todo Sobre Camisetas é promissora. OK, essa golinha padre não é igual à qualquer uma das golas das camisas que o América usou no fim dos anos 80, durante a série histórica de vices-campeonatos continentais (na foto, a formação de 1987, que perdeu para o Peñarol na final, foto do Botefutbol), mas o conjunto final parece interessante.

Novas camisas do Vissel Kobe para 2016

Disputando a J1 ou segundona local, o Vissel Kobe apresentou seu novo conjunto para 2016. Esta é a primeira vez em 12 anos que o clube japonês traz a opção de desenho com listras negras verticais. Já os detalhes ficam por conta do navio nos punhos, âncora e padrão de onda na bainha. Tudo isso representando a origem portuária da cidade de Kobe. Asics consegue inovar nas pequenas coisas. Bem legal.

Camisa de Natal da Atalanta 2015

Neste domingo contra o Napoli, a Atalanta entrou em campo com sua já tradicional camisa natalina. Comparado com criações da Erreà que tinham uma “elaboração” conceitual maior, esta peça da Nike traz apenas a árvore como em 2014 e o perfil da Cidade Alta impresso sob o patrocinador. O clube italiano tinha que vestir Hummel, Macron ou Erima para fazer uma camisa de Natal com a audácia do smoking da Cultural Leonesa ou das festivas alemãs.

Camisa Macron do Santiago Wanderers

Com direito a fila na porta da torcida, o Santiago Wanderers de Valparaíso apresentou sua nova camisa Macron. Este é o segundo clube da marca italiana no Chile que já veste o Cobreloa. Em comparação a criação da Mitre a mudança mais relevante é a gola que deixa de ser polo para ser padre. No geral, uma peça bacana por ser honesta.