Camisa reserva do Feyenoord

A Adidas e o Feyenoord apresentaram as imagens da nova camisa reserva do time para 2016/17. A peça traz de volta os tons de azul claro que desde 2012 não entravam nos padrões do clube de Rotterdam. A estreia está prevista para domingo contra o Willem II pela Eredivisie.

Não tenho tudo que amo, mas…

Camiseiro, que é camiseiro sempre tem uma paixão perdida. Aquela camisa que carrega o sentimento de “eu devia ter comprado” ou ainda aquelas que vemos em fotos e como queríamos ter tido a oportunidade de ter. Pois bem, o Instagram brindou-me com a conta do Jesse que tem uma daquelas coleções que é até feio expressar o sentimento que vem depois de admiração.  Aproveitando, amanhã é sexta-feira e com o clima mais ameno, pelo menos em São Paulo, convoco todos a um Football Shirt Friday! Publiquem na nossa comunidade e nas redes sociais sem esquecer-se de marcar #minhascamisas (no Twitter), Minhas Camisas no Facebook e @minhascamisasoficial (Instagram) . Agora podem babar.

Nova camisa do Schalke 04

Está a venda a nova camisa titular do Schalke 04 para temporada. Com um acabamento estonado, o conceito é que a torcida possa usar a peça em qualquer ocasião, não só para torcer pelo time no estádio. Curioso que este parece ser o mesmo acabamento dado a camisa reserva do Real Madrid que ficou com cara de pijama. O que um azul e listras laterais não são capazes de fazer.

Camisa do Espanyol em homenagem a Ricardo Zamora

Para torcida do RCD Espanyol, Ricardo Zamora foi melhor goleiro de todos os tempos e no dia 22 de abril, fez se cem anos de sua estreia com a camisa do clube. Por conta disso, foi recriada a mítica peça que vestiu Pau López contra o Celta de Vigo. Belíssima execução da Joma que remonta outra época do futebol e foge ao desenho dos atuais uniformes da posição.

Camisa do Portland Timbers 2

Pela primeira vez em mais de uma década, as listras horizontais estão de volta! Desenho clássico usado pelo Portland Timbers em 2002 durante os anos da equipe na antiga A-League (agora USL) está de volta nesta temporada, só que vestindo o Portland Timbers 2, uma espécie de time B do campeão da Copa da MSL em outra liga. Por enquanto os conjuntos titular e reserva do T2 são réplicas dos usados pela primeira equipe, mas os requisitos de USL para uniformes deve fazer com que novas peças sejam elaboradas para temporada 2016. O que achei legal na divulgação, fora o dado histórico, é como um fardamento básico é transformado em uniforme. Lembrei aquela musiquinha “Viu como se faz” do Rá Tim Bum.

 

Camisas Numer do Atlético Goianiense

Nesta terça-feira aconteceu o evento de lançamento do novo conjunto do Atlético Goianiense fornecido pela marca Premium da Super Bolla, a Numer. A impressão é mesma deixada pelo trabalho feito para o Sampaio Correia, para que uma marca nova que no fim dá impressão de algo inferior. Os desenhos, assim como no clube maranhense, são uma clara evolução do que o fornecedor “anterior” já fazia.  Não é feio, não estranho, é honesto, mas sabe o ditado, não adianta ser, tem parecer ser também? Tai o equivoco em todo projeto. Provavelmente se fossem novos conjuntos Super Bolla, não estaríamos caçando minúcias.

Camisa tricolor do Velez Sarsfield

No ano do centenário do uso das cores italianas em suas camisas, o Velez entrou em campo na rodada do final de semana com seu novo terceiro e tradicional uniforme.  Olhando só a imagem da Umbro, a criação mereceu apenas um Ok, válido. Já com as fotos do jogo, surge uma empatia interessante. Os chevrons usados como texturização, firulinha no logo do fornecedor foram uma surpresa. Já o box ao redor do patrocínio me fizeram torcer um pouco o nariz, parecia pouco caso, não sei… Mas agora redigindo, pensei num viés a lá anos 90. Em campo o resultado não foi bom ante o Indepiendente, mas aqui, o que vale é camisa.

Camisas de 25 anos do JEF United

O JEF United apresentou seus uniformes comemorativos de 25 anos de existência. A criação remonta o ano de 1991 quando da fusão do Furukawa Electric e do East Japan Railway of the Japan Football (JR East) que deu origem ao Great East Japan JR Furukawa Football Club ou JEF para abreviar. Confesso que até ler a tradução do post do Qoly, não tinha entendido. Afinal, quem acompanhava os jogos pela TV Cultura e Manchete, vai se lembrar das camisas em amarelo, verde e vermelho da Mizuno. A camisa alvinegra de goleiro chamou-me a atenção porque cairia bem como opção para o Santos que veste Kappa ou até para o Corinthians se vestisse a marca italiana.

Camisa de 120 anos do Banfield

Mais uma camisa comemorativa, desta vez do argentino C.A. Banfield. Feita da pela Penalty, a indumentária especial troca as habituais listras e faixa transversal pelo estilo “Arsenal” de Londres. Já o escudo combina todos os seis escudos da história do clube, além da referência de datas acima do brasão, no lugar das duas estrelas, que agora aparecem na lateral. Por fim, temos um selo comemorativo na barra esquerda. Penalty mantém seu belo nos clubes argentinos! Detalhes em dourado na medida certa, bordados, um tecido caprichado e até o patrocínio resolveu colaborar. Pensem naquelas camisas de carnaval dos clubes germânicos, mas sem o gosto duvidoso.

Camisa de 80 anos do Pescara

Em comemoração ao seu 80º aniversário, o Pescara Calcio lançou sua camisa retro feita pela Erreà. Predominantemente branca, a peça lembra a usada pela equipe em 1977. Como detalhes há também faixas azuis atrás do escudo do Delfin e cordinhas! As festividades ainda prometem a presença de Junior, craque do Brasil e Flamengo, que atuou pela equipe italiana nos anos 80.