Camisa “All-White” Hummel para Dinamarca

Como vimos nos jogos do Rio, a Hummel voltou a vestir a Seleção da Dinamarca e enquanto a camisa titular não chega oficialmente, uma versão limitada foi apresentada ontem. Batizada de “All-White”, a peça celebra o retorno da parceria e será restrita apenas a 99 unidades. Pelas imagens tudo parece tão macio e brilhante que nem parece camisa de futebol. Gostei da inusitada ideia. A estreia da novidade será contra Liechtenstein, e logo após haverá um leilão cujos os rendimentos serão destinados para o FC Granatchok, um time de futebol composto por militares veteranos na Dinamarca.

Camisas Macron de times argentinos

Depois de muitos teasers, a Macron apresentou todos os seus conjuntos para clubes argentinos.  Godoy Cruz, Lanús, Chacarita Juniors e Argentinos Juniors já entraram em campo com suas novas camisas.  No quesito grafismos bem aplicados, as reservas do Godoy Cruz e Chacarita ganham troféu joinha. As mais elegantes são as Lanús, muito pela combinação de cores e patrocínio enxuto. O restante da coleção fica com título de honesta.  Agora só falta chegar ao Brasil.

Novas camisas Erreà para o Parma

Dica do André Kalid e Rafael Carvalho.  A Erreà resolveu bolar um conjunto de três camisas que contassem passagem marcantes da história do Parma. A titular remonta o uniforme original que veste o clube desde 16 de dezembro de 1913, a reserva é inspirada pelo uniforme que a equipe vestiu o time entre 1998-2006. Com as cores amarelo e azul da cidade de Parma distribuídas horizontalmente, esta foi a camisa vencedora de duas Copas da Liga, uma Copa da UEFA e uma Supercopa da Itália. Já o uniforme III é a reprodução das camisas usadas de 1983 a 1992. Com ele, o Parma garantiu promoções para a Série B em 1984 e 1986, a promoção à Série A (1990), a qualificação para a Taça UEFA (1991) e a primeira Copa da Itália (1992). Muito mais que reproduções, a Erreà marcou um golaço na execução dando um caráter de peças novas. Wow fator para as três!!!

Você reparou na 361º ?

O pais ficou vidrado no que acontecia no Rio de Janeiro por conta do Jogos Olímpicos de 2016. Marcas como a Asics, Nike e Adidas não passaram despercebidas em competições e pódios mas vocês repararam na 361º?  Segundo o Blog Segunda Pele do Lance, esta é uma gigante chinesa que mira conquistar o mercado ocidental! Única marca de artigos esportivos apoiadora oficial dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a 361º vestiu a equipe de voluntários, equipe médica, árbitros e pessoal operacional. Incluindo casacos, shorts, bonés, camisetas, mochilas e sapatos, somando ao todo mais de 107 mil kits.  A operação brasileira está em Novo Hamburgo-RS e apesar de seus primeiros movimentos no pais terem sido dedicados a desatar nós burocráticos, já é possível comprar produtos da marca com tranquilidade e acessar bem trabalhadas redes sociais. Confesso que ao ver a 361º em algumas delegações e mesmo em pódios, acreditava ser uma marca B da Adidas ou algo do gênero para os Jogos com intuito de vestir nações sem gerar atritos entre federações com diferentes patrocinadores. Grata surpresa!

Camisas Topper do G.E. Brasil de Pelotas

Chegou nesta segunda-feira, 22, o novo conjunto Topper para o Brasil de Pelotas. As peças titular e reserva lembram bem o trabalho da Wilson no clube Xavante, mas o que realmente merecia mais espaço é camisa pré-jogo. Até pode ser meio over um escudo gigante com degrade, mas ficou caprichado demais! Muito também porque há apenas o espaço master com patrocinador.

Camisa feminina da Alemanha na final Olímpica

Os jogos olímpicos do Rio 2016 recém terminaram, mas não podíamos deixar de fazer registros. Medalhista de ouro no futebol feminino, a seleção Alemã entrou em campo a versão vermelha de seu uniforme. A cor já foi usada em outras oportunidades e especialmente nesta edição, com este template, a Adidas conseguiu um resultado interesante. Muito pelo tom vivo da cor combinada com a águia em um escudo hexagonal.

Nova camisa reserva do Napoli

Kappa consegue manter o título de imortal de sua linha Kombat em mais uma criação para o Napoli. Apesar dos patrocínios que teimam em “brutalizar” o desenho, a bela faixa transversal celeste somado aos Omnis da marca italiana deixam o conjunto muito elegante.

Novas camisas do Rayo Vallecano

Foram apresentadas hoje as três novas camisas Kelme do Rayo Vallecano.  A marca das patinhas continua fazendo um conjunto muito bacana para clube o espanhol. A peça titular muda pouco, já a reserva e três apesar da manutenção da temática (luta contra o câncer e combate ao preconceito) chegam com novas cores, o que sempre dá vida as criações.

Camisa do Centenário do Atlas FC

Mais uma da rodada do final de semana, a camisa Puma do Centenário do Atlas FC do México. A ideia da marca alemã é manter o design tradicional da peça centenária relembrando os anos em que Lico Curtain deu o nome de Atlas a agremiação juntamente com Carlos Stahl, um designer que sugeriu a letra “A” no fundo vermelho e preto. As cores são homenagem ao mártir de San Lorenzo, o preto simboliza o próprio e vermelho o sangue derramado por ele. Camisa que mesmo com layout centenário, podia ser tranquilamente aplicada como titular de tão atual.