RANKING: As 5 melhores camisas da história do Flamengo – e as 5 piores

Facebooktwitterpinterestmail

ATENÇÃO: este post NÃO TEM como objetivo sacanear, ou louvar, apenas e exclusivamente o Flamengo – aos poucos, os rivais também serão contemplados.

ATENÇÃO (2): este ranking é baseado em critérios subjetivos. Por favor, não se zanguem se nele não está uma camisa que você acha que devia aparecer – pelo contrário, cite a camisa na área de comentários e aumente a lista!

Dito isto, segue o ranking das melhores e piores camisas do Flamengo na modesta opinião desta blog:

AS MELHORES:

5 – Camisa do ano do centenário (1995)

Flamengo tinha Sávio e Romário e uma emblemática peça com a marca de seu centenário na manga. Os títulos não vieram mas a Umbro mostrou a que veio.


 

4 – Anos 50 e 60

É certo que neste e em outros rankings irão aparecer camisas das décadas de 50, 60 e 70, pelo simples fato de que no passado não havia patrocinadores, o futebol era mais romântico, o passado é o passado é por aí vai. Mas a camisa do Mengo nos anos 60 tem uma característica que nunca mais foi repetida: a gola pólo preta em V na altura da faixa preta, o que dava a impressão da camisa não ter gola. Talvez a abertura seja grande demais para os padrões atuais (talvez com o advento do body grooming, talvez não…) mas é um desenho icônico que eu acho que a eleva ao panteão da camisas gloriosas.

em-pc3a9-gc3a9rson-o-canhotinha-de-ouro-henrique-frade-e-dida-agachados-joel-e-babc3a1-jogadores-do-flamengo flamengo-1961_2


3 – Final da era Nike (2009)

Clube de estreia da empresa americana no Brasil em 2000, o Flamengo passava por grandes mudanças em 2009 com o fim da parceria de mais de 20 anos com a Petrobras e os últimos respiros do fornecimento da Nike. O resultado foi um conjunto limpo, o 1º em mais de duas décadas e que não foi posto a venda.

1158838-4216-ga


2 – Papagaio Vintém (1995)

Por quê a de 1995 e não as outras (a que deu origem à série, a da Olympikus ou a da adidas)? Simples: a execução da camisa de 1995 foi impecável (corte, detalhes, gola com cordão); foi a camisa que inaugurou a série de camisas centenárias no Brasil, por que foi a que teve mais repercussão, vestida pelo “melhor ataque do mundo” (Sávio, Romário e Edmundo), que se não foi pródiga em títulos, foi a que teve mais destaque, e por que não teve a maré de azar que a camisa lançada pela adidas teve (vejam os resultados da busca no Google abaixo).

camisa-do-flamengo-1995-centenario-papagaio-de-vintem-13890-MLB4382681697_052013-F 2005-068655-_19950525 papagaio vintem

download (5)


 

1 – Fim da 1ª passagem da Adidas (1987/1992)

Tem Trefoil, tem Lubrax e ídolos da Nação. Tem que ser a número 1.

 AS PIORES:

5 – Camisa 3 adidas (2014)

Na época do lançamento, brindamos a coragem da adidas em fazer um desenho tão diferente do que os pasteurizados de sempre. Mas o resultado não ficou tão bacana não: as flores e folhas aplicadas num vermelho esmaecido com três listras pretas nos ombros resultaram num conjunto…polêmico.

M62230_01_laydown (1)

oie_2817154lkx8r2v0.png

fla-01

4 – Camisa I Umbro (1996)

Os anos 90 foram pródigos em novos elementos nas camisas de futebol: padronagens do tecido, marcas d’água sublimadas, detalhes nos punhos, elementos assimétricos, releitura de brasões etc. Agora pense em tudo isso junto em uma camisa só (e de quebra, o “BR” da Petrobrás no centro da camisa, e DOIS logos da “Rio 2004” sobre isso tudo. Parabéns: esta foi a camisa do Flamengo de 1996. O ano não foi muito ruim em títulos, após o terrível ano do centenário: campeão carioca invicto e Taça Ouro da CONMEBOL. Mas a camisa… (fotos do Martytasso)


3 – Chegada da Olympikus (2009/2010)

Nike sai, a Olympikus chega com ambição de se estabelecer definitivamente no futebol e apresenta esta pérola! Vendeu bem, mas deixou muita gente ressabiada já que o tecido não era lá estas coisas, o desenho meio suspensório não ornou e o que falar do patrocínio master que ficou no lugar do celebre Lubrax?


2 – Homenagem ao 1º manto (2010)

Mais um campeão de vendas que ficou longe de agradar a torcida, mas que levou os rivais ao delírio com o apelido de Tabajara Futebol Clube. Uniforme número III tem sido a incessante busca de sucesso do clube da Gávea.


1 – Camisa azul do ano do centenário (1996)

A pior camisa de todas -e justo onde tudo começou! O inicio da década de 90 foi marcado pela chegada da Umbro. Em 1996, um ano após o centenário do Flamengo, uma série de peças para comemorar da data é criada, entre elas a 1ª camisa III da equipe com pé nas cores originais do clube. A ideia foi boa, mas até para os anos 90 essa camisa foi considerada, hã, um pouco exagerada… A camisa é bastante disputada em sites de leilões, mas mais pelo exotismo do que por qualquer outra razão.


E vocês, concordam com a lista? Alguma contribuição?

Facebooktwitterpinterestmail
PSST! Quer ganhar 10%OFF nas compras acima de R$300 na FutFanatics (exceto lançamentos)? Clique aqui, use o cupom FNT10FC e aproveite!

16 comentários sobre “RANKING: As 5 melhores camisas da história do Flamengo – e as 5 piores”

  1. Na minha modéstia opinião, como rubro-negro:
    As 5 piores
    5- adidas 2/2014 (muito sem graça, quase sem identidade)
    4- Olympikus 1/2010 (que tinha as mangas todas em preto)
    3- Umbro 1/1996
    2- Olympikus 3/2010
    1- Umbro 3/1996 (com o detalhe que ela não chegou a ser usada em jogos oficiais)
    Me orgulho de ter as duas azuis, que de tão bizarras merecem ser guardadas. Não consigo achar a de 2009 feia, mesmo porque ela me traz excelentes recordações.

    As melhores:
    5- adidas 3/2015 (todas as papagaios vintém são bonitas, mas eu gosto especialmente dessa pelas listras com as cores invertidas e escudo e símbolo com as cores da camisa, em vez de branco. Mas a do centenário também é ótima)
    4- Nike 1/2008-9 (a chamada “Freddy Krueger” é uma mudança interessante pra contrastar com as listras normalmente mais grossas, e sem patrocínio, sem firulas nem interrupções nas listras fica clássica)
    3- anos 50/60
    2- adidas 1/1980-81 (das da primeira passagem da adidas, as mais marcantes são as primeiras, ainda sem as listras nos ombros. Essa, além de ser da melhor geração de todas, foi a primeira com as listras mais grossas, que acabaram praticamente virando padrão, e são sempre alvo de releituras)
    1- adidas 2/1980-81 (além de ganhar o mundial, também foi a primeira “repaginada” na camisa reserva, que antes era com uma faixa rubro-negra na altura do peito. A sacada de jogar o rubro-negro para as mangas ficou excelente, especialmente com o CRF bem grande em vermelho e o trefoil pequeno)

    Obs: Marx, o template novo do blog ta meio estranho, na minha opinião (especialmente para celular). Está faltando principalmente um link para as postagens anteriores, como tinha no outro. Só querendo colaborar.

  2. No meu ranking eu tiraria a camisa de 1994/95 e colocaria a branca de 81, além de bonita foi a camisa do momento mais importante da história do Flamengo.

    E na das mais feias, acho a titular de 2010 com aquele Batavo azul pior que a de 96, que também não gosto

  3. Alguém além de mim gosta da camisa de 2009? Não acho só bonita não, também acho o tecido ótimo, pelo menos pra mim ela está intacta até hoje. Ainda por cima ganhamos o brasileirão naquele ano.

    1. Eu também sempre gostei dessa de 2009. A Nike já tinha virado um bode na sala do Flamengo e foi uma novidade muito bem vinda naquele tempo. Também achava legal a fonte estilo Spider Man (podem gostar ou não, mas as fontes que a OLK usou de 2011 tanto no Flamengo como no Cruzeiro nunca me agradaram). Não tenho ela porque na época eu não tinha dinheiro pra comprar uma (embora fosse de longe a camisa mais barata entre os times grandes), mas tempos depois ganhei a branca que tenho até hoje. Acho que no lugar da camisa de 2009 deveria ter sido a de 2010, essa sim eu nunca digeri.

  4. Algumas considerações sobre a história dos uniformes do Flamengo:

    – Quase todas as camisas da Olympikus são terríveis. A última foi a única que se salvou. Aquelas de 2010, com o patrocínio da Batavo em azul, eram de chorar (tanto o 1º como o 2º uniforme).

    – Apesar disso, de todos os uniformes 3 já criados para o Fla, o menos pior foi aquele preto de 2011, da Olympikus.

    – Da Umbro, condenável mesmo só aquela camisa do final dos anos 90 (acho que era de 98) que tinha a fonte com um contorno branco vazado em preto, num tamanho bizarramente grande. As outras se não foram boas, foram corretas (apesar de alguns exageros nas marcas d’água).

    – Senti falta da icônica camisa branca de 81 e da camisa da Adidas de 1983 (ainda sem o patrocínio e as 3 listras, com as faixas rubronegras mais largas).

    – Apesar de cultuadas na época, as camisas da Nike até 2004 eram bem sem sal.

    Façam mais top fives!! Muito legal!

  5. Excelente lista! Concordo com quase todas, menos com a número 1 entre as piores. Eu gosto dela justamente por ser tão inusitada e com cara de “ex-time-grande-inglês-da-5ª-divisão-que-já-jogou-a-premier-league-alguma-vez”. Icônica!

  6. Em 2005 a Nike conseguiu uma proeza: não sei se foi preguiça extrema ou vanguardismo, mas eles conseguiram fazer uma camisa 3 pro Flamengo que (só) invertia as cores. Pra um time que já usa vermelho e preto, inverter para preto e vermelho é praticamente o mesmo…. Segue o link pra quem não lembra https://goo.gl/7TKuXy

  7. Eu discordo que a camisa da Olympikus de 2009 seja ruim. Particularmente a acho linda.

    E a branca do mundial é top 5 também. Mas a melhor realmente é a de 1992

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *